Segunda-feira, 23 de Maio de 2011

Passou bem?

 As pessoas de uma certa idade ( uma maneira bonita de dizer "velhos" )  têm muito a mania de dizer " No meu tempo ...". Essas pessoas gostam de fazer com que as pessoas de idade mais tenra ( uma maneira bonita de dizer "putos" ) percebam que muito mudou desde os tempos em que se lia livros e se jogava ao pião. No entanto, eu acho que há uma coisa que não mudou: as saudações.

 Não falo no sentido oral, pois aí mudou muito. Já ninguém diz "Ora viva!" ou até " Boas". O que não mudou realmente, foi o contacto físico da saudação, ou cumprimento se preferirem. Comecemos então a minha estudada e meticulosamente analisada pesquisa. E como cavalheiro que sou, começaremos pelas senhoras.

 Todos nós sabemos, que o cumprimento mais comum das mulheres é o dito " beijinho ". O beijinho ( não estou para estar sempre a meter as aspas ) é o cumprimento mais variante que existe. Eu sempre fui educado a dar dois na ocasional bochecha feminina. Porque há sempre aquele dilema " será que ela dá dois ou dá um?". Eu dou logo dois, fica o assunto resolvido. E não concordo com aquela coisa de dizerem "Quem dá dois é queque, é de chiques.". Eu acho que o número de beijinhos efectuados, tem haver com a pessoa e não com o extracto social. E se fôssemos fazer uma lei, e preferia que fosse só um. É que em festas grandes, os meus lábios entram em manifestação após cinco pares de "jocas". Ainda nas meninas, queria só fazer um pequena ressalva. O que realmente é de chiques, é quando o acto está a decorrer e a pessoa dá o beijo para o ar, deixando apenas a sua cara para ser beijada, sem retribuir o favor. É como se estivesse a dizer para si própria " Algo vez eu tocaria com estas abençoadas beiças na face deslavada daquele rapaz." Quando isto acontece, um sopapo na testa ( e atenção eu não bato em mulheres ) costuma resolver a coisa.

 Avançando agora para o sexo que eu acho muito agradável por experiência própria: os homens. Muito se pode dizer sobre o aperto de mão de um homem. O bacalhau. O passou-bem. Se há coisa que me irrita, são as pessoas que não o sabem efectuar. Especialmente aquelas pessoas que simplesmente põe a mão, sem se darem ao trabalho de apertar. Homem que é homem, parte os dedos ao outro senhor. O cumprimento masculino é uma batalha de dois segundos para determinar quem é o macho dominante. E se repararem bem, só pessoas mais maduras e mais cultas é que têm um passou-bem que se preze. 

 Com sorte, um dia eu serei um bom saudador ( se é que esta palavra existe ). E com um pouco mais de sorte, um dia podemos coexistir com apertos de mão firmes e beijinhos bem colocados. Entretanto, fico a praticar o meu passou-bem com a minha mão esquerda. Talvez um dia será o meu avô a chorar quando eu lhe aperto a mão.

publicado por Sebastião Marques Lopes às 19:52
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Maio de 2011

Raios part'ó cão

 Nunca gostei de animais. Eh pá, o que é que querem que eu vos faça, não gosto. Uma das razões pela qual eu não gosto deles, será certamente pelo meu pacifismo. Porque eu nunca fui um gajo violento. Sempre que alguém me queria bater, eu fazia uma piada ou tentava chamá-los à razão ( na verdade eu fugia na maior parte das vezes). Mas uma coisa é certa: o diálogo sempre foi a minha arma mais perigosa. Agora com animais não tenho essa capacidade. Quando um javali furioso está a direcionar-se com um força implacável na minha direcção ( um dia normal na minha vida ) eu não o posso persuadir a não o fazer. Não é daquelas situações em que eu digo ( com uma voz à Diácono Remédios): " Então? É que não há necessidade de violência. Vamos conversar um pouco sobre o assunto." É claro que entretanto levo uma marrada na pernas. Mas esta não é a única razão. Eu também não sou grande fã de animais por um facto simples: eles armam-se muito em humanos. A começar por essa grandessíssima ( como eu adoro esta palavra ) cadela de nome Laika. Embora não tenha vivido nem na altura nem no local, aposto que em Moscovo em 1953 havia pelo menos algum desemprego. E no entanto estão a enviar cães para o espaço. E não me digam que foi para ver se um ser-vivo sobrevivia fora de órbitra, porque eu sei a verdade. Um salário de uma pessoa envolve seguros, férias, dinheiro... O salário da Laika era os restos do almoço e água do esgoto. 

  Podia chatear-vos com ainda mais razões, mas na verdade nunca iria encontrar a razão essencial. Porque sinceramente, eu não tenho bem a certeza. Não gosto. Há pessoas que sempre que um cão pequeno morde, elas dizem " Ele é pequenino, está só a brincar ". Eu , inversamente, prefiro uma expressão mais delicada: " Raios' part'ó cão!". 

publicado por Sebastião Marques Lopes às 23:21
link do post | comentar | favorito
Domingo, 1 de Maio de 2011

Coca-cola, alguém?

Hoje em dia é muito difícil ser-se um bom anfitrião. Porque se a definição de "anfitrião" fosse a mesma de "entertainer", eu estaria safo. Mas infelizmente, não é. Pois eu tenho as qualidades necessárias para ser um bom entertainer: consigo mandar piadas quando há um silêncio constrangedor, consigo colocar as pessoas à vontade nas alturas indicadas e consigo ( usando o verdadeiro sentido da palavra ) " entreter " pessoas, durante um curto período de tempo. Ser um bom anfitrião é diferente. Para além de incluir estas coisas, ser um bom anfitrião é fazer com que a nossa casa/evento/festa seja totalmente dos convidados. E agora com esta coisa que tenho ouvido falar a " crise " ( ou uma coisa assim parecida ) dificulta esta tarefa. E eu só notei isto agora. Pois eu estou a entrar naquela altura da vida em que às vezes apetece-me uma coisa que não está no frigorífico. E em vez de esperar pela mãe, decido que é melhor pegar na minha carteira e ir ao pingo doce apenas para comprar uma coca-colazita. Claro que quando chegam convidados, é o Sebastião que fica sem o seu refresco. Pois quando é do dinheiro dos pais, não se nota tanto. Mas quando sou eu que fico sem bebidas e sem dinheiro a situação já é outra. Porque é que acham que eu tenho tão poucos amigos? 

publicado por Sebastião Marques Lopes às 00:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 18 seguidores

.pesquisar

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Pequenos lapsos, grande h...

. Os anûs de Zuckerberg

. Tormentos de 10 linhas

. Menino da mãmã

. Viva a Preguiça?

. Irmãs do planuta

. Aí que cheirinho

. Passou bem?

. Raios part'ó cão

. Coca-cola, alguém?

.arquivos

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

blogs SAPO

.subscrever feeds